CONHEÇA NOSSO BLOG
01Dez
Vemos uma gestante. Saiba quais são os direitos de licença-maternidade!

Licença-maternidade: entenda mais sobre o direito das empregadas gestantes

A licença-maternidade é um direito da gestante assegurado pela Constituição Federal. O objetivo é proteger a saúde, a vida e o bem-estar da mãe e seu bebê durante a gestação e nos meses que sucedem o nascimento. Neste artigo, a PLG Advogados explica tudo o que você precisa saber sobre a concessão desse direito tão importante para futuras mamães. Acompanhe!

O direito da licença-maternidade às empregadas gestantes

A fundamentação para a licença-maternidade consta no Art. 392 da CLT. Veja:

Art. 392. A empregada gestante tem direito à licença-maternidade de 120 (cento e vinte) dias, sem prejuízo do emprego e do salário.

Isto é, o empregador não pode exigir que a empregada compareça à empresa e exerça suas atividades laborativas, assim como também não pode dispensá-la.

O mesmo período também é garantido para quem adotar ou tiver guarda judicial para fins de adoção de criança ou adolescente.

Início da licença

O empregador deve ser comunicado mediante atestado médico da data do início do afastamento do emprego. Este período pode ocorrer entre o 28º dia antes do parto e o nascimento do bebê.

Períodos de repouso

Os períodos de repouso antes e depois do parto poderão ser ampliados em duas semanas cada um mediante atestado médico.

Em caso de aborto não criminoso comprovado por atestado médico, a empregada tem direito a repouso remunerado de duas semanas. Desse modo, é assegurado o direito de retornar à função que ocupava antes de seu afastamento.

Licença-maternidade x Estabilidade

Existem dois períodos diferentes: licença-maternidade (120 dias) e estabilidade (5 meses após o parto). Durante esses dois períodos, não pode haver a dispensa e nem exigência de trabalho da empregada. Se houver, pode gerar indenização por danos morais, inclusive a reclamação trabalhista.

Programa Empresa Cidadã

O Programa Empresa Cidadã oferece benefícios fiscais às organizações pertencentes ao regime tributário chamado Lucro Real. Nesse caso, é concedido o benefício de 18 dias de licença-maternidade para empregadas que trabalham para empresas incluídas neste programa.

Quais são os outros direitos da gestante?

Além da licença-maternidade, existem outros direitos garantidos por lei às mães que trabalham com carteira assinada. Entre eles, podemos citar:

  • transferência de função quando as condições de saúde exigirem;
  • afastamento remunerado em caso de gravidez de risco;
  • dispensa do horário de trabalho para realização de consultas e exames.

Consulte um advogado especialista!

Ainda possui dúvidas sobre licença-maternidade? Fale com um advogado especialista em direito trabalhista no RJ.

Este artigo lhe foi útil? Confira outros conteúdos exclusivos em nosso blog!

PLG ADVOGADOS – Escritório de advocacia na Barra da Tijuca
Site: https://www.plg.adv.br/
Endereço: Avenida das Américas, 3500 – Bloco 5, Sala 317 – Condomínio Le Monde Offices – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro
Telefone: (21) 2051-7913

Compartihe!

Posts RecentesCategoriasTags